bandeira vermelha

Em bandeira vermelha, região de Santo Ângelo protocola pedido de reconsideração

Na rodada em que o modelo de Distanciamento Controlado completa seis meses de vigência, o Rio Grande do Sul volta a ter regiões com alto risco epidemiológico e, também, com baixo risco. O 27º mapa preliminar, divulgado nesta sexta-feira (6/11), traz o Estado pintado em três cores. Três regiões em bandeira vermelha (risco alto), 16.

Região de Santo Ângelo permanece em bandeira vermelha

O mapa definitivo do modelo de Distanciamento Controlado chega à 20ª rodada com quatro regiões em bandeira vermelha (risco epidemiológico alto), depois da análise dos oito recursos enviados por associações de municípios e regiões. As outras 17 regiões estão classificadas em bandeira laranja (risco epidemiológico médio). As regiões de Novo Hamburgo, Santo Ângelo e Cruz.

Região de Santo Ângelo entra novamente sob a restrição da bandeira vermelha

Nesta semana, em um mapa preliminar, o Rio Grande do Sul foi praticamente pintado com a bandeira vermelha. Das 20 regiões, apenas duas estão com bandeira laranja, as outras, todas, com bandeira vermelha, ou seja, com alto risco para a Covid-19. Nesta semana, apenas Bagé e Pelotas registraram risco médio da doença.  Além de Porto.

Região de Santo Ângelo é classificada com a cor vermelha no distanciamento controlado

75% do Estado está pintado com a cor vermelha. 15 das 20 regiões estão sob o risco, de na próxima semana, observar medidas mais restritivas, e mais prejudiciais ao comércio, tendo que novamente os estabelecimentos que vendem ou que prestam serviços não essenciais, se verem obrigados a fechar as portas para o público. Além de.

Confira o que pode e o que não pode funcionar em São Borja com a bandeira vermelha

Após a implementação da bandeira vermelha, dentro do programa de distanciamento controlado, criado pelo Governo do Estado, a Prefeitura Municipal divulgou uma cartilha contendo todas as orientações do que pode, e como podem funcionar os estabelecimentos dentro do plano de contingenciamento que a bandeira traz. Baseado no decreto estadual, segue abaixo informações relevantes sobre as.

Prefeitos da região das Missões aguardam definição do Estado sobre cor da bandeira

Após o anúncio da troca da cor da bandeira de nossa região, a região das Missões, para a vermelha, prefeitos se reuniram para discutir a possibilidade de contestar os dados do Governo. O final de semana foi marcado por reuniões da Associação dos Municípios das Missões. O temor dos prefeitos é de que o comércio.

Região de Santo Ângelo, o qual São Borja faz parte, entra na bandeira vermelha

A situação das regiões piorou nesta semana com relação às instituições das bandeiras no Estado. O número de regiões sob bandeira vermelha passou de quatro para nove. A região 11, de Santo Ângelo, em que São Borja faz parte, recebeu a cor mais restritiva, além desta, as regiões de Caxias do Sul, Erechim, Palmeira das.

São Borja mantém comércio aberto nesta segunda-feira

Prefeito Eduardo Bonotto, juntamente com outros prefeitos, mobilizam forças em busca da reversão da cor da bandeira vermelha, da região 11, o qual São Borja faz parte. O prefeito, em entrevista na manhã desta segunda-feira, dia 15, à Empresa São-Borjense de Comunicações Ltda, afirmou discordar da classificação da bandeira vermelha na região de Santo Ângelo..