Escolas da rede municipal de São Borja retornam às atividades presenciais nesta quarta-feira, dia 5

Escolas da rede municipal de São Borja retornam às atividades presenciais nesta quarta-feira, dia 5

Foto: Tchaylen de Souza

A partir desta quarta-feira, dia 5, as atividades presenciais serão retomadas na rede municipal de São Borja. Conforme é permitido na bandeira vermelha pelo distanciamento controlado do Estado, as aulas serão retomadas no formato presencial de modo escalonado. A coordenadora de educação do município, Lurdes Balbueno, em entrevista às rádios Fronteira FM e Cultura AM nesta terça-feira, explicou como vai funcionar o retorno no município. 

Neste primeiro momento, voltarão às atividades presenciais as turmas do Pré 1 e 2, além do primeiro ao nono ano do Ensino Fundamental. Bom frisar que o retorno presencial é opcional. As turmas serão divididas em dois grupos, se houver necessidade de acordo com a quantidade de crianças que farão o retorno às aulas. A ida à escola será em semanas alternadas para cada grupo, se houver a necessidade da divisão da turma. 

Também será necessário observar o distanciamento dentro de sala de aula, com um metro de distância entre as classes e sem atividades externas que possam gerar aglomeração. Outra alteração nesse retorno será com relação aos turnos, que serão reduzidos. Os períodos em sala de aula não ultrapassarão 3 horas, e a hora que resta para completar a carga horária diária, será entregue em atividades para os alunos fazerem em casa. 

Com relação às EMEI’s, retornam às aulas amanhã as turmas do Maternal 1 e 2. E no próximo dia 10, as turmas do Berçário 1 e 2. Se mais de 50% dos alunos de cada turma optar por retornar às escolas, deverá haver o escalonamento dos grupos. Nesse caso, o escalonamento se dará por turno, ou seja, um grupo terá aula no turno da manhã, e o outro grupo no turno da tarde, diariamente.

A coordenadora afirma que após um levantamento com familiares feito ainda em fevereiro, alguns ainda estavam indecisos sobre o retorno presencial. Porém, muitos mudaram de opinião e pretendem mandar os filhos de volta à escola. Os familiares que ainda mantêm a opinião de não retomar o ensino presencial, não precisam comunicar as escolas, apenas manter o mesmo cronograma de retirada das atividades. 

Já os pais que mudaram de opinião, e atualmente optam pelo retorno, precisam assinar um termo na escola, até porque a instituição precisa se preparar para o recebimento dos alunos obedecendo todos os protocolos de segurança. Desde o ano passado, a Secretaria Municipal de Educação está se preparando para a retomada. Foram adquiridas máscaras para os alunos, álcool em gel, tapetes higienizadores, bem como capacitações e reuniões com os servidores da rede municipal.

Comentários