Decreto cancela realização de velórios em casos de suspeita ou confirmação da COVID

Decreto cancela realização de velórios em casos de suspeita ou confirmação da COVID

O Prefeito Eduardo Bonotto publicou decreto nesta terça-feira, 09, estabelecendo medidas excepcionais no enfrentamento contra a pandemia do Coronavírus. O decreto está de acordo com a Nota Informativa do COE/SES-RS, do Centro de Operações de Emergências do Rio Grande do Sul, e dispõe sobre orientações referentes à notificação, manejo de corpos e procedimentos de velórios.

De acordo com o decreto, que começa valer a partir da publicação, está vedada a realização de velórios para óbitos que tenham a confirmação ou suspeita de COVID-19, devendo o sepultamento ser realizado imediatamente, de forma direta. Caso a família desejar, poderá optar por realizar uma breve despedida de 20 minutos, junto ao local do sepultamento, não sendo permitida a presença de mais de 10 pessoas, desde que observadas as regras de distanciamento social e uso de máscaras por todos.

A medida também altera procedimentos em casos de óbitos sem relação com o COVID. A partir de agora, todos os velórios poderão ter duração máxima de 4 horas. Além disso, está vedado o funcionamento das capelas funerárias à noite, no período entre 20horas e 5 horas. A quantidade de pessoas no velório e sepultamento também terá um limite de 10 pessoas no local, ao mesmo tempo. Medidas de distanciamento e higiene também devem ser observadas.

 Outra restrição é com relação aos idosos com mais de 60 anos, portadores de doenças crônicas e imunodeprimidos, gestantes, lactantes, crianças com até 12 anos, pessoas com sintomas de problemas respiratórios como febre, tosse, dor de garganta, coriza ou congestão nasal. Todos esses devem manter o isolamento social, sendo vedada a participação em velórios e sepultamentos.

Foto: Dida/FSB

Comentários