Dia dos Pais pode ajudar a recuperar vendas no comércio local

Dia dos Pais pode ajudar a recuperar vendas no comércio local

Comerciantes e representantes de associações apostam na semana para minimizar perdas nos números

Uma das datas comemorativas mais promissoras ao comércio e que mais atraem clientes às lojas, assim como o Dia das Mães e o Natal, o Dia dos pais pode ser uma boa data para recuperar a queda nas vendas durante  a pandemia. Em meio a forte crise decorrente das medidas de distanciamento social que criaram grande instabilidade e incertezas para o comércio durante a pandemia da Covid-19, as vendas para o Dia dos Pais 2020 devem ser consideravelmente menores que as realizadas no mesmo período do ano passado. 


Segundo uma análise feita pela Fecomércio-RS em relação a esta importante data para o varejo, não há como saber como serão os números. “No entanto, é praticamente impossível fazer qualquer tipo de previsão neste momento. O importante agora é que os lojistas criem estratégias de como lidar com este cenário e busquem alternativas para aumentar as vendas neste período. Infelizmente, o nosso foco precisa estar em reduzir as perdas potenciais”, afirma o presidente da Federação, Luiz Carlos Bohn. Para o presidente da Sindilojas e vice-presidente da Fecomércio-RS, Ibrahim Mahmud, o comércio local está trabalhando para um cenário com a bandeira laranja, visto que no município tem aumentado os casos de Covid-19, o que torna imprevisível qualquer projeção. 

“Considerado o terceiro dia do ano para o comércio, esperamos que a venda cresça um pouco mais, um pouco de recuperação. Não podemos comparar com as vendas do ano passado, mas está sendo nossa esperança”, disse Mahmud. 

Sobre a pandemia, Mahmud reafirmou a preocupação com o aumento de casos e cuidados para que o comércio possa continuar trabalhando com responsabilidade e não volte a fechar. “Em primeiro lugar, temos que cuidar, não aumentar os números de casos para o funcionamento do comércio na semana que vem”, afirma. 


Segundo uma pesquisa da Pulso Empresa, divulgada nesta semana pelo IBGE, das 2,8 milhões de empresas em funcionamento no país na segunda quinzena de junho, seis em cada dez empresas, ou 62,4% disseram ter sido afetadas negativamente pela crise do novo coronavírus. O impacto é maior entre empresas de pequeno porte (com até 49 funcionários), o maior contingente da amostra. Nesse grupo, 62,7% dos negócios perceberam efeitos negativos. Entre as empresas de médio porte (com até 499 funcionários), 46,3% tiveram impacto negativo, enquanto o percentual foi de 50,5% entre as de grande porte (com 500 funcionários ou mais).

Campanhas para fortalecer o comércio local

Em São Borja, o que pode impulsionar as vendas são as campanhas voltadas para o fortalecimento do comércio local, criadas tanto pelas próprias empresas, quanto pelo setor público e associações, com apoio e incentivo do Comitê de Gestão Econômica do município, como a “Fortaleça São Borja”. O comitê foi criado com o objetivo de diagnosticar, avaliar e desenvolver propostas e ações viáveis para o comércio avançar mesmo em meio à crise, assim como montar estratégias para debater e focar na economia local, nas empresas e na busca da manutenção e geração de empregos. Atualmente, o comitê está na etapa orientações financeiras voltadas ao estabelecimentos locais. A consultoria é agendada por telefone de forma individual. 

Recentemente, outra campanha foi divulgada pela Sicredi União RS, em parceria com a Associação Comercial, Industrial, de Prestação de Serviços e Agropecuária de São Borja (ACISB), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Sindilojas. Como forma de apoiar e fortalecer a economia do município, a Sicredi vai premiar os são-borjenses com um total de R$ 50 mil em compras. A promoção especial da Sicredi União RS, que também abrange outros 39 municípios na região da fronteira oeste e das missões, vai ocorrer em etapas. A primeira etapa é o cadastro no site da Sicredi pelo endereço sicrediuniaors.com.br. 


Em São Borja, serão sorteados 100 vale-compras no valor de R$ 50,00 cada, com sorteios semanais que começarão a partir do mês de agosto. A campanha foi prorrogada até o dia 2 de agosto e podem se inscrever todas as empresas, que sejam associadas ou vinculadas a uma das seguintes entidades: Sicredi União RS, ACISB, CDL ou Sindilojas. Associados e não associados, pessoas físicas ou jurídicas que residem na área de atuação da Cooperativa e que comprarem nas empresas participantes da promoção poderão concorrer a prêmios. Para o gerente da Sicredi São Borja, Jorge Rafael Silva dos Santos, a campanha é um importante incentivo e apoio, é também uma forma de girar a economia da cidade, assim como presentear os clientes que apoiam o comércio são-borjense. “Além de cooperar com o comércio local, a promoção também manterá os tributos para São Borja, fazendo nossa cidade crescer cada vez mais, com o apoio do povo são-borjense. Basta comprar nas lojas que estiverem cadastradas e torcer”, afirma Santos. 


Foto: Tchaylen de Souza/ESBC

Comentários