Região de Santo Ângelo é classificada com a cor vermelha no distanciamento controlado

Região de Santo Ângelo é classificada com a cor vermelha no distanciamento controlado

75% do Estado está pintado com a cor vermelha. 15 das 20 regiões estão sob o risco, de na próxima semana, observar medidas mais restritivas, e mais prejudiciais ao comércio, tendo que novamente os estabelecimentos que vendem ou que prestam serviços não essenciais, se verem obrigados a fechar as portas para o público.

Além de Porto Alegre, Canoas, Capão da Canoa, Novo Hamburgo, Pelotas e Palmeira das Missões, cujo status de alerta já elevados desde a semana passada, agora entram em bandeira vermelha as regiões de Taquara, Santo Ângelo, Santa Rosa, Cruz Alta, Erechim, Passo Fundo, Caxias do Sul, Cachoeira do Sul e Santa Cruz do Sul. 

Apenas cinco regiões estão sob bandeira laranja, o que permite a abertura do comércio: Bagé, Ijuí, Uruguaiana, Santa Maria e Lajeado.

A partir de agora, os municípios que quiserem discutir os dados, têm até às 06h da manhã de domingo para apresentar pedido de reconsideração. O mapa definitivo será divulgado na tarde de segunda-feira, após reanálise pelo gabinete de crise do Piratini. 

As regras de isolamento passam a valer a partir de terça-feira. Todavia, desde já 218 prefeituras da zona vermelha podem adotar regras condizentes com bandeira laranja por não terem registrado nenhuma internação ou óbito por covid-19 nos últimos 14 dias.

O Prefeito Eduardo Bonotto já está em contato com os prefeitos da região de Santo Ângelo, o qual São Borja faz parte, e confirmou que a região vai contestar. Além da região, o Prefeito afirmou que irá contestar pelo município também.

Comentários