Comércio de São Borja pode abrir as portas a partir de amanhã

Comércio de São Borja pode abrir as portas a partir de amanhã

O mapa do distanciamento controlado do Rio Grande do Sul, desta próxima semana, mostra o Estado dividido, metade das regiões estão sob bandeira vermelha, e metade sob bandeira laranja. O alerta de risco, restringindo muitas atividades, atinge 10 dos 20 territórios. Pela primeira vez desde a adoção do  modelo de distanciamento controlado , não há nenhuma região em bandeira amarela.  

Entraram em bandeira vermelha Taquara, Palmeira das Missões, Pelotas, Erechim e Caxias do Sul, que se somam a partir de agora às demais regiões, que desde a semana passada já frequentavam a zona de maior de risco, Porto Alegre, Passo Fundo, Canoas, Capão da Canoa e Novo Hamburgo.   A única melhora registrada em nossa região, Santo Ângelo, que regrediu para bandeira laranja.

Com a alteração da bandeira de vermelha, para laranja, o comércio da região 11, incluindo São Borja, está liberado para funcionar já a partir deste sábado, dia 04. A notícia traz esperança aos comerciantes, que podem abrir as portas e aproveitar o início do mês frio que se apresenta.

Outra notícia que vem em boa hora, é a liberação do horário de funcionamento também no período da tarde deste sábado, até às 17 horas.

Apesar da liberação da nossa região, não é o momento de descuidar dos cuidados necessários e de apertar ainda mais as fiscalizações evitando aglomerações. Se os dados voltarem a níveis elevados, de internações, óbitos, e casos, é possível que na próxima semana a sombra da bandeira vermelha paire novamente sobre nossas cabeças.

As outras regiões sob a bandeira vermelha, ainda tem um prazo para contestar dados que porventura não batam com os apresentados pelo Governo. Caso não haja revisão, Porto Alegre, Canoas, Capão da Canoa, Novo Hamburgo e Passo Fundo passarão as duas próximas semanas com o comércio fechado. Somente se receberem bandeiras mais suaves nas duas medições seguintes, poderá haver flexibilização da atividade econômica a partir de 18 de julho. 

Dos 307 municípios atingidos pelas restrições, mais da metade (177) poderá adotar critérios de isolamento condizentes com bandeira laranja por não terem registrado óbito ou hospitalização por covid-19 nas últimas duas semanas.

Comentários