Aneel prorroga suspensão de cortes de energia por inadimplência

Aneel prorroga suspensão de cortes de energia por inadimplência

Os cortes no fornecimento de energia por falta de pagamento continuarão suspensos até 31 de julho. A decisão foi tomada nesta segunda-feira, 15, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Os cortes foram proibidos em 24 de março, por 90 dias, que terminariam no dia 23 de junho. A prorrogação da medida foi uma solicitação dos secretários estaduais de energia.

A Aneel decidiu abrir uma consulta pública para discutir uma proposta de transição sobre essa medida, para vigorar entre os dias 1º de agosto e 31 de dezembro. A consulta pública ficará aberta entre os dias 16 junho a 30 de junho, e discutirá a Resolução 878, que estabeleceu medidas para preservar a prestação do serviço público de distribuição de energia em decorrência da calamidade pública atinente à pandemia.

A suspensão de cortes continua a valer para todos os consumidores residenciais e também para serviços essenciais – como unidades de saúde e hospitais, serviços de entrega de alimentos e metrô, por exemplo.

A empresa orienta que os atendimentos presenciais devem ser evitados, o cliente pode utilizar os canais digitais ou telefone para qualquer problema ou dúvida com relação à sua conta. Entre os canais digitais, está disponível o aplicativo CPFL energia, e também o site www.servicosonline.cpfl.com.br, além da possibilidade do cliente enviar um SMS com a palavra CONTA e o número do “seu código” (presente na conta de energia) para a distribuidora da sua região. Caso não haja disponibilidade pela internet, o telefone disponível é o 0800 970 0900.

Adicionalmente, a RGE disponibiliza aos clientes diversos canais de pagamento, tais como internet banking e débito automático, parcelamento pela web (via site ou aplicativo), parcelamento da conta com cartão de credito, dentre outros.

Comentários