Alunos da rede municipal estão recebendo material pedagógico para fazer em casa

Alunos da rede municipal estão recebendo material pedagógico para fazer em casa

O Secretário Municipal da Educação, João Carlos Reolon, juntamente com a equipe do Departamento Pedagógico, promoveu reuniões com as com equipes diretivas das 19 escolas de Ensino Fundamental, visando discutir as repercussões acarretadas às atividades do setor pela pandemia do Coronavírus.

Uma das definições principais é que as escolas repassarão ações pedagógicas a seus estudantes no atual período de suspensão das aulas. Até o momento não a qualquer prazo definido para o retorno das atividades.

O secretário Reolon considera a iniciativa de importância fundamental, “pois vai permitir que, mesmo no atual período de recesso, escola e aluno não percam o vínculo dessa relação de empatia e de proximidade”.

A diretora Pedagógica da SMEd, Lourdes Balbueno, informa que não haverá validação das aulas a serem recuperadas, mas também ressalta a importância da iniciativa. A orientação é que os professores definam as atividades pedagógicas que serão repassadas aos alunos.

O acesso pelos estudantes será de maneira gradual, para evitar aglomerações nas escolas. Desde ontem e até hoje, estão recebendo  as atividades pedagógicas os pais ou responsáveis por estudantes do Pré-Escolar ao quarto ano do Ensino Fundamental. Já a partir de amanhã, dia 15 até o dia 17, será a vez das escolas do quinto ao nono ano do Ensino Fundamental. 

Já em relação às escolas municipais do Campo, as direções e professores entregarão as atividades pedagógicas na casa dos alunos a partir desta terça-feira (14/04).

O secretário Reolon informa ainda que as escolas farão levantamento, visando indicar os alunos em situação de mais vulnerabilidade social. A ideia é que, através do Banco de Alimentos montado pelo Comitê de Gestão de Crise do Coronavírus, possam ser repassadas cestas básicas ou refeições aos mais necessitados.

Nas reuniões realizadas, o secretário Reolon também colocou em pauta questões preocupantes, como a recuperação das aulas nas escolas. Antes, porém, é preciso esperar a retomada de atividades e a vinda de orientações do Ministério da Educação e da União Nacional de Dirigentes do Ensino Municipal.

Comentários