Cinesolar apresenta Turma da Mônica em São Borja nesta sexta-feira, dia 29

Cinesolar apresenta Turma da Mônica em São Borja nesta sexta-feira, dia 29

O Circuito CPFL vai levar atividades culturais, esportivas e de incentivo à leitura para 19 cidades do Rio Grande do Sul no mês de novembro. Nesta sexta-feira, dia 29, é a vez de São Borja receber o Cinesolar, uma sessão de cinema ao ar livre que ocorrerá a partir das 19 horas no Parque Esportivo General Vargas (Parcão). O programa de abrangência nacional do Instituto CPFL, plataforma social do Grupo CPFL, do qual faz parte a RGE, está percorrendo mais de 100 cidades em 2019, distribuídos em sete estados do país.

“O Circuito CPFL é um programa de alta aderência com as comunidades onde as atividades são desenvolvidas, já que o projeto atua em cidades que carecem das destas ações, como é caso das sessões de cinema do Cinesolar. Também há uma preocupação em executar essas atividades com qualidade e infraestrutura adequadas. O resultado deste empenho é o feedback muito positivo das pessoas contempladas pelo programa, com muitos pedidos de retorno em nossas redes sociais”, explica o diretor superintendente da entidade, Mário Mazzilli.

O Cinesolar, cinema itinerante que usa uma van equipada com placas solares, levará exibições de curtas-metragens e do longa ‘Turma da Mônica – Laços’ à dezesseis cidades do estado: Nova Bréscia, Nova Petrópolis, Morro Reuter, Triunfo, Gravataí, Canoas, Nova Pádua, Mato Leitão, Pinto Bandeira, Pinhal da Serra, Ciríaco, Vila Maria, Santa Rosa, Itacurubi, São Borja e Itaqui. O projeto tem entrada gratuita e também oferece duas oficinas práticas para o público.

Na Oficinema Solar Expo Tecnologia é possível entender de forma lúdica como a luz do sol se transforma em energia elétrica. A parte de trás da van fica aberta e conta com uma exposição de tecnologia e arte, onde os convidados vivenciam uma experiência tecnológica com duração de 10 minutos e intervalos de cinco minutos entre elas. As visitas iniciam uma hora antes das sessões de cinema.

A Oficinema de Vídeo, voltada para jovens entre 11 e 17 anos, com duração de 2h30min, discute os problemas de sustentabilidade da região e introduzem aspectos básicos da linguagem audiovisual a partir da ideia da produção de ‘vídeo de bolso’. Esse formato utiliza ferramentas digitais, portáteis e fáceis de manusear para produção de vídeos diversos, como smartphones, aparelhos comuns aos jovens. A gravação e a edição do filme são realizadas pela equipe do Cinesolar e à noite, durante a sessão de cinema, este curta-metragem é exibido.

O Circuito CPFL também contempla outros dois projetos: a Carreta Literária, projeto em que uma biblioteca móvel (book truck) percorre escolas municipais das cidades escolhidas (vai circular por sete escolas de Novo Hamburgo); e o circuito Correr e Caminhar, projeto que oferece corridas e caminhadas de rua de 5 e 10km, que passou por Caxias do Sul no dia 3 e Passo Fundo no dia 10.

Comentários