376 candidatos foram desclassificados no primeiro dia de Enem

376 candidatos foram desclassificados no primeiro dia de Enem

376 candidatos foram desclassificados no primeiro dia de Enem
Em São Borja não houve nenhum caso.

O primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 teve dificuldade média e chamou atenção pela neutralidade ideológica das questões apresentadas nas provas Linguagens e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias. A prova de redação, cujo tema foi “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”, foi considerada pouco complexa para desenvolvimento da tese dissertativa-argumentativa e também fugiu de polêmicas. Essa é análise feita por especialistas de vários ramos educacionais no País. Esse ano, segundo o balanço do primeiro dia de provas, 1,2 milhão dos 5,1 milhões de inscritos – ou seja, 23% dos candidatos – não compareceram, índice similar ao observado no primeiro dia de prova do ano passado. A edição foi marcada ainda pelo vazamento de uma foto da prova de redação na internet, quando os estudantes ainda faziam o exame. Embora tenha sido amplamente divulgado que o uso de aparelho celular não seria tolerado, um candidato ou fiscal fotografou a prova e publicou. Depois de dizer que o vazamento não prejudicou o andamento da prova, o ministro Abraham Weintraub afirmou que vai “escangalhar ao máximo” a vida do responsável pelo ato.

Em São Borja o domingo também foi de movimento nas escolas em que foram aplicadas as provas. De acordo com a organização do Enem no município, o nível de abstenção ficou abaixo do registrado no país, entre 20% e 22%. Outro ponto celebrado pelos organizadores, é de que nenhum candidato foi desclassificado durante a prova, e nenhum candidato chegou após o fechamento dos portões, ou pelo menos, nenhum coordenador presenciou tal fato. No país, foram desclassificados 376 pessoas por descumprirem regras do edital.

Comentários